Disciplina Positiva

Como é difícil a arte de sermos pais !

Para a grande maioria dos desafios na vida somos capacitados a superá-los, porém a arte de criarmos os filhos nem sempre temos essa capacitação, até mesmo porque muitas vezes, nossos ancestrais também não o tiveram .

Buscando sempre o melhor para os filhos e nem sempre o mais fácil, queremos que desenvolvam habilidades ao longo da vida com o intuito de se tornarem adultos bem-sucedidos (cidadãos felizes e contribuintes para o bem de sua comunidade).

A educação dos filhos é opcional aos pais . Educam aqueles que se dedicam sendo persistentes e perseverantes . Hoje em dia todos trabalhamos muito e o tempo parece ser escasso para tantos afazeres , mas não podemos deixar para depois a educação dos nossos filhos . É extremamente necessário nos conectarmos à família!

Os comportamentos inadequados provém na sua maioria das vezes de crianças que não se sentem conectadas á sua comunidade, família e escola , pois  somos todos  “programados” desde o nascimento para estabelecermos conexões com os outros.

O grande desafio é: como podemos agir de maneira efetiva e respeitosa ao mesmo tempo?

Considerada um meio-termo entre a forma rígida e a permissiva de educar, a proposta da disciplina positiva defende a liberdade com ordem — os pais dão limites aos filhos, porém, sempre que possível, com opções de escolhas — que demonstrem respeito por todos.

A abordagem foi criada há mais de trinta anos pela americana Jane Nelsen, uma terapeuta de casais e famílias da Califórnia, que é doutora em educação, mãe de sete filhos e avó de dezoito netos. Segundo Jane, a chave do programa é a não punição. “A disciplina positiva propõe tratar as crianças com dignidade e respeito, usar o encorajamento para que desenvolvam o sentimento de pertencimento e a noção da importância de ensinar a elas habilidades para que se sintam capazes de contribuir em casa e com a sociedade”.

A Disciplina Positiva baseia-se no conceito de que disciplina pode ser ensinada com firmeza e gentileza ao mesmo tempo, sem punição, castigo ou recompensa. Esta filosofia apresenta o caminho do meio entre o autoritarismo e a permissividade.

Quando usamos as ferramentas de Disciplina Positiva o dia se torna mais harmonioso, sendo mais prazeroso ensinar as crianças na escola ou estar com elas em casa. Uma das ferramentas em Disciplina Positiva é que os “erros são ótimas oportunidades de aprendizagem”. As crianças aprendem nos observando. Os adultos podem e irão errar, mas buscarão reparar seus erros e, as vezes, até pedir desculpas para as crianças. Isso dá permissão às crianças para errarem também, desenvolvendo soluções para consertar o seus erros, em vez de ficarem presos na nuvem obscura da culpa.

Entre as várias ferramentas disponíveis estão envolver as crianças na definição de limites, focar nas soluções e promover reuniões familiares . A ideia é que a conversa sirva para incentivar a colaboração entre a família, repartindo tarefas domésticas que permitam dar responsabilidades aos filhos e discutindo problemas que cada um enfrenta para tomar soluções em consenso.

Nada será fácil , mas com certeza será gratificante !!!

Para maiores informações e aprendizado indico o site www.disciplinapositiva.com.br